Rádio Pico - Noticias

 

Subida à montanha deve ser feita com guia, mas também de forma autónoma

Obras no parque de estacionamento da casa da montanha arrancam em julho

A subida à montanha deve ser feita com guia, mas também de forma autónoma.
A opinião é de Manuel Paulino Costa, diretor do Parque Natural do Pico, que falava sábado no programa Em Foco da Rádio Pico.
O diretor informou que foi fundamental criar regras e limites para as subidas à montanha e informou que essa legislação está a ser revista não podendo ultrapassar as 320 pessoas na montanha por dia e as 32 pessoas a pernoitar na cratera.
Manuel Paulino Costa informou também que as obras do parque de estacionamento na casa da montanha devem arrancar em julho e durante o inverno as obras de apoio à descida e depois os melhoramentos na estrutura existente.
O Parque Natural do Pico foi criado há dez anos e abrange 23 áreas protegidas, o que equivale a um terço da ilha.
Para monitorizar e fiscalizar essas zonas houve um reforço de vigilantes da natureza que passaram de um para seis.
O diretor do parque informou também que as subidas à montanha, visita à Gruta das Torres e ao Centro de Interpretação da Paisagem da Vinha tem vindo sempre a aumentar o que levou a ajustamentos, mas mesmo assim por exemplo nos meses de julho e agosto é impossível crescer mais, em relação às visitas à Gruta das Torres, sendo necessário realizar marcações com alguma antecedência. Quanto à casa dos vulcões o diretor admitiu que está a decorrer dentro do previsto e espera-se que daqui a um ano esteja a funcionar.

2018-06-11 00:00:00 Rádio Pico