Rádio Pico - Rádio Pico, Madalena 100.2, lado Sul 90.2 e lado Norte 107.7. Uma Voz no Atlântico! A tua Música, toda Informação, o Desporto Regional, Vídeos, Audionews e Fotografias, informações sobre a Ilha do Pico... e muito mais!
Pesquisar
Emissão online Rádio Pico - Clique aqui?  
No Ar:
Vai Tocar:
 
PRINCIPAL
 
INFORMAÇÃO
 
DESPORTO
 
MULTIMÉDIA
 
ILHA DO PICO
 
PICO TV
 
A RÁDIO PICO
Frequências Rádio Pico
 
Facebook You Tube Livestream Notícias em RSS  

 

Açores são um exemplo pelo conjunto de iniciativas de bens que reivindicam da UNESCO

Opinião é do presidente da Comissão Nacional da UNESCO

Açores são um exemplo pelo conjunto de iniciativas de bens que reivindicam da UNESCO

O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Educação e Cultura, promoveu, ontem, no Museu dos Baleeiros, a realização de um seminário sobre “Património Mundial da UNESCO – Perspetivas Futuras”, que contou com a presença do Presidente da Comissão Nacional da UNESCO, José Cabral.
Este seminário, que teve início às 14h00 e terminou por volta das 20 horas teve como objetivo debater o património nacional da UNESCO, nas suas diferentes vertentes, com os diversos parceiros regionais.
O seminário desenvolve-se em quatro painéis, -“Património Mundial da UNESCO na Região Autónoma dos Açores”, “O Património Mundial da UNESCO em Portugal”,  “O Património Cultural Imaterial da Humanidade” e “Boas-Práticas: Património na Região Autónoma dos Açores.
José Cabral, presidente da Comissão Nacional da UNESCO, informou que Portugal é rico em património - tem 15 bens inscritos no património mundial e 7 bens no património imaterial.
Os Açores são um exemplo pelo conjunto de iniciativas de bens que reivindicam da UNESCO e isso acarreta uma responsabilidade acrescida embora possam surgir pequenos problemas.
O presidente da Comissão disse que os critérios estão cada vez mais apertados adiantando que a multiplicação selvagem das candidaturas não é boa para ninguém porque depois é complicado a salvaguarda desses bens.
Nuno Lopes, Diretor Regional da Cultura, disse que o desafio do governo passa por manter aquilo que justifica a classificação mas ir mais além e através da autocritica tentar perceber e corrigir os problemas. O diretor regional acrescenta que os arquitetos têm que ser capazes de responder às necessidades das pessoas respeitando o património. 

 
Visto: 89 vezes | Likes:
2018-07-11 00:00:00
 
 
 
Tamanho da Letra
Enviar Notícia
Vista de Impressão
 


 

© 2018 Radiodifusão Rádio Pico, CRL. Todos os Direitos Reservados.
Parceiro oficial Picoazores.com
Projecto Financiado pelo Programa Operacional Sociedade do Conhecimento
ContactosWebmasterPublicidade

Desenvolvido por